2012 – Mais um ano negro nas vendas de automóveis em Portugal

Published On 4 de Janeiro de 2013 | Geral

mercado-automovel

O sector automóvel é um dos sectores mais afectados pela crise económica no nosso país, e também pelos sucessivos aumentos de impostos a que tem sido sujeito. O mercado automóvel, conheceu em 2012 um dos seus anos mais negros em mais de três décadas. E Dezembro não conheceu um Natal feliz.

Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP) é preciso ir atrás no tempo, mais precisamente a 1985 para encontrar valores ainda mais negativos do que alcançados no ano de 2012. Se em 1985 venderam-se 93.012 automóveis novos em Portugal, em 2012 não foram muitos mais, falamos concretamente de 95.290 unidades. O mais chocante é que, são menos 38% do que em 2011, ou seja uma descida vertiginosa e o ano de 2013 não promete ser melhor, antes pelo contrário.

Em jeito de comparação com 2011, em Dezembro do ano que ainda agora terminou, venderam-se em Portugal 6.342 automóveis ligeiros, ou seja menos 44% do que no mês de Dezembro de 2011. E mesmo nesse ano o mercado já tinha registado uma quebra na ordem dos 60%.

E claro com tantas empresas em dificuldades económicas, no segmento dos veículos comerciais, o cenário não é melhor. É dramático constatar a evolução no mês de Dezembro com valores igualmente negativos. Com um total de 2376 veículos comerciais vendidos em 2012 o que representa um valor inferior em 57% ao ano de 2011. Já o valor acumulado de 16.009 unidades ao longo do ano representa um decréscimo na ordem dos 54,2% em comparação a 2011.

Em relação ao mercado de automóveis pesados, foram vendidos 140 veículos em Dezembro, o que representa o único valor positivo em todas estas contas, ou seja 21% acima do mesmo mês de 2011. Porém ao longo de todo o ano foram vendidos 2112 unidades, o que representa menos 30% em relação a todo o ano de 2011.

Se dissecarmos estes números, reparamos que a marca mais vendida em Dezembro foi a Renault com 847 automóveis. Em 2º lugar ficou a Volkswagen com 688 unidades vendidas. Mesmo assim, ambas as marcas tiveram quebras em comparação a Dezembro de 2011, (18,7 por cento na Volkswagen e 22,8 por cento no caso da Renault).

A Seat teve quebras de 80,6%, a Ford de 62,3%, e tanto a Kia como a Citroen tiveram uma quebra de 59,5%. Registaram as maiores quedas entre as quinze marcas mais vendidas no mês de Dezembro, quando falamos do segmento de ligeiros de passageiros.

Quem teve o pior mês de Dezembro foi a Mazda, que viu as suas vendas caírem 81,9% o que representa apenas 17 automóveis vendidos em Dezembro. Relembrando que em 2011 vendeu 94 unidades.

A única positiva nestes números, vai para as vendas da Land Rover, que foi a única que cresceu na ordem dos 35,5% (42 automóveis vendidos) em relação a Dezembro de 2011.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.