24 Horas de Daytona – Filipe Albuquerque festejou

Published On 27 de Janeiro de 2013 | Desporto

filipe-albuquerque-daytona

Nesta prova carismática, houve um português que teve razões para sorrir mais do que os outros portugueses presentes em prova. Filipe Albuquerque, junto com os outros 3 pilotos seus colegas de equipa Edoardo Mortara, Oliver Jarvis e Dion Von Moltke, conseguiram levar o Audi R8 da equipa Alex Job Racing à vitória na classe.

Mas nem tudo foi fácil para o estreante piloto português e para a restante equipa, uma vez que sofreram uma penalização logo nas primeiras horas da prova. Ainda assim manteve-se durante quase toda a prova num grupo aguerrido de 7 carros que disputavam lugares no mesmo tempo de volta do líder.

Outro piloto português muito experiente nestas andanças, acabou por não ter tido muita sorte a poucos minutos do fim da corrida. João Barbosa tentou defender o 2º lugar dos ataques de AJ Allmendinger e acabou por ceder à pressão e saiu de prova, só parando na gravilha. Acabou por regressar mas não conseguiu evitar um stop and go de um minuto, fruto dessa luta, caindo irremediavelmente para a quarta posição final e terminando a prova americana fora do pódio.

O piloto Rui Águas também presente na prova, terminou em oitavo no Ferrari da AF-Waltrip, não foi uma má prestação, mas fica o amargo ter chegado a circular no 2º posto.

Porém o piloto português mais azarado foi mesmo um dos possíveis candidatos à vitória na prova americana. Pedro Lamy não conseguiu terminar a corrida, depois de inúmeros problemas no Corvette da equipa 8 Star. Chegou a perder 46 voltas logo no início da corrida e terminou ingloriamente encostado nas boxes, quando faltava pouco mais de duas horas do fim.

Quem ganhou a prova à geral acabou por ser a equipa Chip Ganassi Racing com o seu BMW/ Riley, que já tinha vencido esta histórica corrida 5 vezes. Com um domínio permanente durante grande parte da corrida, os pilotos Juan Pablo Montoya, Charlie Kimball, Memo Rojas e Scott Pruett viram a bandeira axadrezada para enorme regozijo da equipa.

Assim o restante pódio ficou composto da seguinte forma: Em segundo lugar ficou o Corvette DP da equipa VelocityWW, composta pelos pilotos Angelelli, Hunter-Reay e Taylor. E em 3º lugar ficou o Ford/Riley da equipa Michael Shank Racing, composta pelos pilotos Allmendinger, Ambrose, Negri Jr, Pew e Wilson.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.