A marca Alpine vai regressar às 24 H de Le Mans em 2013

Published On 9 de Março de 2013 | Desporto

Alpine_A442_A442-B_-A443

A histórica marca francesa, fundada por Jean Rédélé em 1955 que produzia automóveis de competição e desportivos com motores Renault está de volta à competição, com o regresso já este ano à histórica prova de resistência das 24 Horas de Le Mans.

E segundo inúmeras noticias vindas a publica a marca irá regressar a esta prova utilizando e rebaptizando os motores Nissan V8 dos ORECA 03 da classe LMP2 que pertencem a equipa Signatech.

Há trinta e cinco anos que a marca se encontrava afastada desta corrida, e esta semana a marca irá anunciar o seu programa desportivo. Não esquecendo o palmarés da Alpine, marca que chegou a ser muito competitiva no mundial de ralis na década de 70 com o Alpine A110.

Alpine_-A210

Mesmo sendo um pequeno construtor conseguiu entrar no mundo da Fórmula 1 com a parceria da Renault.
Este construtor francês ganhou uma nova vida o ano passado, quando a Caterham tomou conta da empresa. Os seus accionistas elaboraram um plano para fazer renascer a marca Alpine através de planos para produzir automóveis desportivos e bólides de competição.

A equipa Alpine só terá um lugar na prova deste ano, mas irá participar também noutra competição importante, o campeonato European Le Mans Series. Competição esta que recebeu nos últimos anos apoio directo da Nissan, um construtor que pertence ao mesmo grupo da Renault.

Alpine-_A442-B

Para os que acompanham a história do desporto automóvel e da carismática prova, ainda se recordará do sucesso alcançado pela marca francesa em 1978. O modelo A442B que foi construído pela Alpine usava um motor Renault V6 com 2,0 litros de capacidade e um turbocompressor.

Por isso são óptimas notícias para o desporto motorizado e só prova que a prova francesa continua a ser uma aposta segura para muitos construtores.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.