Aston Martin Vanquish Volante

Published On 19 de Junho de 2013 | Novidades

4 630x414 Aston Martin Vanquish Volante

Já se sabe que a marca inglesa produz automóveis de sonhos, e o seu mais recente automóvel promete deixar muitos aficionados com o coração a bater forte.
O novíssimo Aston Martin, o Vanquish Volante será a versão descapotável do coupé, e a sua designação (Volante) é o tradicional nome que a marca dá aos seus cabriolet. Este porém tem a particularidade de ser o primeiro a ser produzido com uma carroçaria totalmente em fibra de carbono. Espera-se que seja comercializado no final de 2013.Este modelo esteve para ser apresentado no último Salão Automóvel de Genebra, porém isso acabou por não acontecer.

O Volante exibe os mesmos traços de design do coupé, e onde o desenho da secção traseira (mala) é obviamente diferente para acomodar a capota. A mala ainda contém um aileron integrado.O tejadilho retráctil funciona de forma automática, e é produzido com vários materiais leves e apenas demora 14 segundos a recolher.

Partilhando vários componentes do Vanquish Coupé, porventura um dos mais importantes será o motor. É exactamente o mesmo, é conhecido pelo seu nome de código AM11, tem 12 cilindros em V e 6,0 litros de capacidade. A sua potência sem recurso a sobrealimentação é de 573 cavalos às 6750 rotações por minuto. O valor de binário é de 620 Nm às 5500 rotações por minuto.
Esta unidade motriz encontra-se acoplada a uma caixa de velocidades automática de seis velocidades do tipo Touchtronic 2. Este modelo cumpre o tradicional arranque de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e a sua velocidade máxima homolgada é de 294 km/h.

O comportamento dinâmico do chassis pode ser adaptado conforme o condutor desejar. Pois existem 3 modos para estilos de condução diferentes, são eles o modo Normal, o Sport e Track.

Este modelo conta ainda com uma direcção mais directa, travões em carbono/cerâmica da conhecida marca Brembo. A segurança não foi esquecida e existe o controlo dinâmico de estabilidade e um sistema electrónico de controlo de binário.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.