Aston Martin Vulcan – O superdesportivo já chegou aos Estados Unidos

Published On 18 de Abril de 2016 | Novidades

12957480_1322908954391976_1033644304994907351_o

O stand da marca inglesa de Cleveland nos Estados Unidos da América deu a conhecer ao mundo três (os primeiros) dos 24 Aston Martin Vulcan que serão produzidos para todo o mundo.

12961249_1322158104467061_2040505882960367961_o

Para que se tenha uma ideia da exclusividade destes exemplares, a versão exibida em tom laranja tem um preço de venda ao público a rondar os 3,4 milhões de dólares!

12971073_1322158027800402_6951267060319749271_o

Os 24 exemplares representam um baixo número para tantos milionários em tudo o mundo que costumam adquirir este tipo de veículos com a mesma rapidez com que estes sem movem usando os seus motores.

12973356_1322158024467069_7943327682605632292_o

O número de produção limitado não foi escolhido ao acaso já que representa a participação da marca em inúmeras provas de endurance de 24 Horas (daí os 24 exemplares produzidos).

12998187_1322158141133724_5724078082369984169_o

Este valor de produção é muito inferior aos rivais como o Ferrari FXX K e o Mclaren P1 GTR, o que automaticamente torna este superdesportivo num modelo extremamente (mais) raro e apetecível para colecionadores.

12998343_1327171430632395_721809728478602473_o

As especificações são de altíssimo nível como não seria de esperar outra coisa.

12998405_1322158021133736_903470266862098574_o

A unidade motriz utilizada é um V12 com 7 litros que debita 820 cavalos de potência.

13041033_1327171337299071_4536770295282443185_o

A caixa de velocidades é de 6 relações e a potência é transmitida ao solo com a ajuda de um autoblocante. O chassis (monocoque) é totalmente produzido em fibra de carbono.

13048065_1327171400632398_4772611693007277748_o

Este é um automóvel que não pode ser conduzido na rua, pois não está homologado para este efeito. O que a Aston Martin oferece, no entanto é a possibilidade de ingressar num programa de treino para condução em pista com a ajuda de um piloto da casa, de seu nome Darren Turner.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.