Datsun 1200 B110 – Tração traseira num clássico intemporal

Published On 5 de Junho de 2014 | carros e marcas

datsun 1200 de luxe 01 630x380 Datsun 1200 B110 – Tração traseira num clássico intemporal

É porventura um dos automóveis mais conhecidos no nosso país, pois foi um modelo com muito sucesso comercial e também desportivo. Os nossos pais e avós são testemunhas da história deste pequeno automóvel japonês.

Atualmente ainda existem muitos Datsun 1200 a circular, restaurados e mantidos para que este modelo perdure na história.

A geração mais conhecida no nosso país foi a B110 que foi lançada em 1970 e que ficaria conhecida como Datsun 1200. Este modelo tinha como finalidade bater-se de igual para o igual com o seu mais direto (e popular) adversário, o Toyota Corolla (KE20), e para isso contava com dimensões semelhantes ao Corolla assim como o mesmo nível de fiabilidade e facilidade de utilização.

Datsun 1200 PC 147 fq 690x460 630x420 Datsun 1200 B110 – Tração traseira num clássico intemporal

As principais características deste “pequeno” tração traseira residia na sua suspensão frontal MacPherson com a opção de puder ser equipado com discos de travão e no seu baixo peso (700kg). O seu motor tinha 1,2 litros de capacidade, 68 cavalos de potência e era muito económico.

Com carroçarias de três portas no início do seu lançamento, porém mais tarde acabaria por surgir uma versão carrinha de 5 portas, antes desta, este tipo de carroçaria contava apenas com 3 portas apenas.

No mesmo ano de lançamento, a Datsun produziu uma versão apenas destinada ao mercado automóvel japonês que possuía uma motorização com dois carburadores e ficou conhecida como GX Grand Luxury.

datsunaus1

A história deste automóvel é novamente alterada quando em 1972 dois anos depois do seu lançamento, surge o primeiro facelift do modelo, apenas no mercado interno. As diferenças consistiam num novo capô, nova grelha dianteira e pequenas alterações e modificações na construção do mesmo.

No Japão ostentava o nome de Sunny 1200GX, e era sem surpresa o grande rival do Toyota Corolla Levin e também do Toyota Sprinter Trueno. Este modelo era ligeiramente mais potente, com 83 cavalos.

Em 1973 as versões para o mercado norte-americano, continham para-choques diferentes, interiores resistentes ao fogo assim como outras pequenas medidas de segurança que o governo americano assim exigiu para a homologação do modelo.

Em termos competitivos o modelo B110 participou oficialmente na sua primeira corrida, uma prova de resistência, 200 milhas de Fuji, no dia 23 de Novembro de 1970 na categoria TS1300.

Charger

Esta classe competitiva era totalmente dominada pelos Toyota Corolla, e apenas um Nissan de fábrica conseguiu algum sucesso entre a hegemonia da Toyota. O piloto a conseguir essa vitória foi o japonês Makoto Suzuki.

Para além disto este popular modelo da Datsun foi comercializado em inúmeros países do globo e com enorme sucesso.

Na Austrália e na Nova Zelândia, o Datsun 1200 depressa conquistou fãs pela facilidade com que se podia converter o modelo num automóvel de ralis para a classe de duas rodas motrizes.

33712090012_original

O Datsun 1600 era porventura mais apetecível por ser mais potente e porque era muito bem conotado, mas logo atrás vinha o 1200 nas pretensões dos pilotos.

Como referimos anteriormente este modelo era um automóvel económico, e em mercados como o norte-americano, no ano de 1973 foi mesmo considerado como o modelo mais eficiente em consumo de combustível que era comercializado em terras do tio Sam.

datsun_sunny_b110_001

Os números oficiais apontavam para um consumo misto de 8,2 L/100 km, e em autoestrada o consumo declarado era de 6,21 L/100 km.

Para além disso quando o modelo foi inicialmente comercializado tinha também o preço mais baixo entre todos os automóveis novos nos Estados Unidos, com um PVP de 1866 dólares em 1970.

_MG_6621

Na África do Sul, o B110 foi comercializado a partir de 1976 e tinha a particularidade de vender uma versão única. Falamos da versão pick up também conhecida como bakkie. Esta possuía um motor de 1,4 litros e foi, imagine-se, comercializada até 2008! E não continuou até aos dias de hoje porque as leis de emissões de gases poluentes forçaram o fim da produção desta variante.

Foram vendidos 275.000 da versão bakkie, e o seu sucesso era devido a fiabilidade, facilidade de condução com o seu chassis de tração traseira e claro a sua capacidade carga.

8

Na Nova Zelândia também foi comercializada uma versão especial do 1200, que passaria a ostentar o nome de Datsun 1200 SSS, e tinha uma carroçaria de 4 portas. O seu motor tinha dois carburadores DellÓrto de 40mm assim como outros componentes mais desportivos. Era montado e vendido apenas neste país.

datsun_1200_large_115445

De facto é inegável o sucesso alcançado pelo 1200 neste país em particular, já que as fábricas de produção do modelo estavam situadas em solo neozelandês e empregavam centenas de pessoas.

As versões Sedan eram produzidas na cidade de Thames na Campbell Industries e mais tarde as versões de 5 portas (carrinhas) foram produzidas em Waitara na Motor Holdings.

Este modelo manteve-se em produção até 1974. Nesta altura a sede da Nissan estava insegura em lançar para o mercado o futuro modelo, o Datsun 120Y, que tinha uma estética diferente e não tão consensual.

img_3

Em Inglaterra o Datsun 1200 foi o primeiro automóvel japonês a ser importado em grandes números. Era um automóvel bem equipado e barato. Os discos de travão frontais e os bancos reclináveis traziam vantagens em relação aos modelos ingleses. Além disso este modelo estabeleceu a marca Datsun no top dos automóveis japoneses exportados para o Reino Unido.

No continente Norte-Americano foram comercializados cerca de 44000 Datsun 1200 por cada ano dos três em que foi vendido, de 1971 a 1973. Segundo os dados estatísticos, foram vendidos no total 89,541 unidades da versão Coupe e 43,761 da versão Sedan Coupe de duas portas.

O nosso país também recebeu uma versão especial do Datsun 1200, o modelo S1 que era uma versão Sedan de duas portas que ainda hoje é a mais procurada e valorizada no mercado automóvel de usados.

Dale_1200

Comercializado com imenso sucesso por cá, o 1200 transportou inúmeras famílias, toneladas de carga por um preço reduzido e com uma fiabilidade “à prova de bala”.

O seu sucesso em solo nacional passou várias gerações, e até aos dias de hoje são muitos os que ainda preservam exemplares deste modelo. É comum ver versões do 1200 a participar em ralis de regularidade, encontros de clássicos, trackdays entre outros.

21185

Foi tão popular em circuitos como em ralis e até teve recentemente um troféu monomarca com imenso sucesso entre (muitos) pilotos nacionais.

Sérgio Gonçalves

A paixão pelos automóveis começou cedo e desde então tem andado de mãos dadas com o jornalismo nas suas mais variadas vertentes.

Produtor de conteúdos, com experiência em rádio, jornalismo online, jornalismo de imprensa e foto-jornalismo.
Sérgio Gonçalves

4 Responses to Datsun 1200 B110 – Tração traseira num clássico intemporal

  1. Diogo says:

    Muito bom post. Não sou do tempo em que estes sairam mas já há algum tempo que quero ter um, e este post é um bom incentivo. Blog subscrito!

  2. arnaldo mendonca says:

    Post excelente, que revela a fiabilidade do Datsun 1200… coloquei o meu Datsun à venda, necessito de desocupar a garagem…mas sinto-me arrependido de o deixar de conduzir ao fim de 47 anos :-(((

  3. Paulo says:

    está aqui realmente um resumo interessante da história, sendo eu proprietário de um b110 de 1972, 4 portas querendo acrescentar apenas algo que considero importante e útil, que tem a ver com a nossa versão especial, o S1. Poucos sabem que foram produzidos apenas 7 Datsuns 1200 s1, sendo um de .. sim, 4 portas para o director do entreposto na altura! sim, existe ou pelo menos existia um único exemplar do 1200 s1 de 4 portas. O verdadeiro unicórnio, deixando igualmente a pergunta se alguém souber do seu paradeiro para me contactar. Os melhores cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.