F1 – GP da Hungria

Published On 28 de Julho de 2013 | Desporto

228614

O piloto inglês Lewis Hamilton conseguiu hoje vencer o Grande Prémio da Hungria de F1, alcançando assim a tão desejada primeira vitória ao volante do seu monolugar Mercedes.

Recorde-se que o piloto britânico não vencia uma corrida desde o Grande Prémio dos Estados Unidos da América do ano passado, quando ainda pilotava um Mclaren.

Na Hungria Hamilton não deu hipóteses à concorrência mais directa, num fim-de-semana que se revelou perfeito para as ambições do piloto. Depois da conquista da pole-position e desde o arranque da corrida percebeu-se logo que ia dominar a corrida por completo e assim foi.

Grande parte das lutas ocorrem atrás de si, e ainda beneficiou de uma “ajuda” nesta corrida já que quando se deu a primeira paragem nas boxes, Vettel perdeu tempo precioso atrás de Jenson Button o que permitiu a Hamilton ganhar ainda mais tempo, conseguindo assim completar o resto da corrida em modo de gestão.

Kimi Raikkonen alcançou o segundo lugar do pódio, o piloto finlandês soube aproveitar da melhor forma os pneus Pirelli, provando que o seu Lotus consegue gerir muito bem o desgaste dos pneus. Com isso manteve-se por mais tempo em pista que o seu mais directo adversário nesta corrida, o alemão Sebastian Vettel. Em função do desgaste dos pneus, ambos tinham estratégias de corrida totalmente diferentes.

No fim da corrida Vettel tudo fez para pressionar e tentar ultrapassar Raikkonen, mas sem o conseguir, o finlandês provou uma vez mais por que razão lhe chama o “Iceman”, a sua frieza e concentração não deram hipóteses ao piloto alemão que teve se contentar com o último lugar do pódio.

Atrás de Vettel ficou o seu companheiro de equipa Mark Webber, ainda que este lugar tivesse quase atribuído a Romain Grosjean. Porém este último foi alvo de uma penalização por ter excedido a velocidade máxima permita nas boxes, e com isso terminou um pouco mais abaixo na tabela, mais concretamente em sexto lugar.
Fernado Alonso não foi além do quinto lugar, no dia do seu aniversário não foi a prenda que com certeza ambicionava ter. O piloto espanhol perdeu preciosos pontos no campeonato e está cada vez mais longe de Vettel.

Classificação final:
1. Hamilton Mercedes
2. Raikkonen Lotus-Renault
3. Vettel Red Bull-Renault
4. Webber Red Bull-Renault
5. Alonso Ferrari
6. Grosjean Lotus-Renault
7. Button McLaren-Mercedes
8. Massa Ferrari
9. Perez McLaren-Mercedes
10. Maldonado Williams-Renault
11. Hulkenberg Sauber-Ferrari
12. Vergne Toro Rosso-Ferrari
13. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari
14. van der Garde Caterham-Renault
15. Pic Caterham-Renault
16. Bianchi Marussia-Cosworth
17. Chilton Marussia-Cosworth
DNF Di Resta Force India-Mercedes
DNF Rosberg Mercedes
DNF Bottas Williams-Renault
DNF Gutierrez Sauber-Ferrari
DNF Sutil Force India-Mercedes

Campeonato de Pilotos:

1. Vettel 172
2. Raikkonen 136
3. Alonso 133
4. Hamilton 122
5. Webber 105
6. Rosberg 84
7. Massa 61
8. Grosjean 49
9. Button 39
10. Di Resta 36
11. Sutil 23
12. Perez 18
13. Vergne 13
14. Ricciardo 11
15. Hulkenberg 7
16. Maldonado 1

Campeonato de Construtores:
1. Red Bull-Renault 277
2. Mercedes 206
3. Ferrari 194
4. Lotus-Renault 185
5. Force India-Mercedes 59
6. McLaren-Mercedes 57
7. Toro Rosso-Ferrari 24
8. Sauber-Ferrari 7
9. Williams-Renault 1

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.