Félix da Costa abandonou na segunda corrida

Published On 21 de Julho de 2013 | Desporto

1077363_578333085550113_305878605_o

Foi um fim-de-semana para esquecer para o piloto português, como se veio a confirmar na segunda corrida no Red Bull Ring. Quando se preparava para arrancar o seu monolugar ficou imobilizado na recta e estava assim ditado o abandono sem que Félix da Costa conseguisse sequer avançar um metro. Um problema electrónico deve ter sido a razão para o monolugar do português não ter colaborado na obtenção de um melhor resultado.

As palavras do português espelham isso mesmo: “Era um fim-de-semana em que tanto eu como a equipa depositávamos grandes esperanças, mas tudo correu mal. Hoje foi um dia ainda pior que o de ontem, em que quando cheguei à grelha para me preparar para o arranque apagou-se tudo, motor e o painel de instrumentos. A única coisa a fazer foi mesmo pôr as mãos ao peito e esperar que ninguém me batesse. Um dos piores fins-de-semana da minha carreira, que vou querer esquecer rapidamente. Estou triste, mas tenho confiança no meu valor, por isso vou continuar a trabalhar com a equipa de forma a terminarmos a época bem e traduzir o nosso verdadeiro potencial em resultados.”

224820

Se ontem já tínhamos referido que o título no campeonato de pilotos já era uma miragem, hoje confirma-se isso mesmo, e resta agora ao piloto luso tentar fazer alguns brilharetes até ao fim do campeonato como fez o ano passado.
Porém não foi o único candidato ao título a abandonar, já que Stofel Vandoorne também desistiu com um problema hidráulico no seu monolugar da equipa Fortec.

O grande destaque desta segunda corrida vai novamente para o piloto Marcus Sorensen, já que liderou praticamente durante toda a corrida, até à entrada do Safety-Car, para retirar da pista o monolugar de Carlos Huertas que tinha sofrido um acidente.

Quando reiniciou a corrida, Sorensen viu-se muito pressionado por Kevin Magnussen porém este piloto não quis arriscar muito, já que sabia que o segundo lugar dava-lhe preciosos pontos para o campeonato.

A fechar o pódio ficou Nigel Melker. Este piloto teve que se aplicar para garantir o 3º lugar final, já que teve que se defender com todas as “armas” que tinha de Sergey Sirotkin. Este último tudo tentou para alcançar o lugar no pódio, mas sem sucesso.

Olhando para a tabela de pontos, constatamos que Félix da Costa caiu para o 5º lugar com 95 pontos atrás de Melker com 97 pontos. Magnussen lidera com 166 pontos, em segundo está Vandoorne com 136, enquanto que Will Stevens subiu ao 3º com 101 pontos.

Este campeonato vai de férias e só volta no dia 15 de Setembro no circuito de Hungaroring.

Classificação final:

1 Arthur PIC DAMS
2 Walter GRUBMÜLLER P1 MOTORSPORT
3 Kevin KORJUS TECH 1 RACING
4 André NEGRÃO INTERNATIONAL DRACO RACING
5 Alexander ROSSI ARDEN CATERHAM
6 Carlos HUERTAS FORTEC MOTORSPORTS
7 Jules BIANCHI TECH 1 RACING
8 Will STEVENS CARLIN
9 Mikhail ALESHIN TEAM RFR
10 Kevin MAGNUSSEN CARLIN

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.