GOODYEAR JUNTA-SE À LOCKHEED MARTIN E À GENERAL MOTORS PARA COMERCIALIZAR MOBILIDADE LUNAR

Published On 27 de Julho de 2022 | Notícias, Novidades

A Goodyear Tire & Rubber Company forneceu produtos essenciais para o programa Apollo da NASA, incluindo a missão Apollo 11, que aterrou na Lua faz hoje 53 anos. A empresa dará continuidade a essa tradição  — centrando-se em pneus para veículos lunares — ao juntar-se à Lockheed Martin (NYZSE:LMT) para o desenvolvimento de um veículo de mobilidade lunar.

Ao longo dos anos decorridos desde a Apolo, a Goodyear continuou a experimentar e a inovar juntamente com a NASA por forma a fazer evoluir a conceção de um pneu para veículos lunares. O conjunto de empresas pretende ser o primeiro a estabelecer operações de veículos comerciais de uso prolongado na Lua. A Goodyear proporciona um vasto conhecimento acerca de um componente crítico para a missão de atravessar a superfície lunar: os pneus.

“O programa Artemis da NASA, para viver e trabalhar na Lua, necessita claramente de veículos lunares, tanto conduzidos por astronautas, como também operados de forma autónoma, sem uma tripulação a bordo”, referiu Kirk Shireman, Vice-Presidente para as Campanhas de Exploração Lunar da Lockheed Martin. “Estamos a desenvolver esta nova geração de veículos de mobilidade lunar para que estejam à disposição da NASA, mas também de empresas comerciais, e até de outras agências espaciais, tanto para a ciência como para a exploração humana. Esta abordagem responde ao desejo da NASA, de que a indústria assuma a liderança através de esforços comerciais que permitam à agência ser um de muitos clientes”.

A Goodyear está a aproveitar a sua avançada tecnologia de pneus sem ar, que está a ser utilizada na Terra na micromobilidade, nos transportadores autónomos e nos veículos de passageiros, para fazer evoluir a mobilidade lunar e resistir às desafiantes condições que se verificam na Lua. As empresas estão já a aplicar a sua experiência no projeto, incluindo o teste de componentes nos bancos de testes do solo lunar.

“Tudo o que aprendemos com o fabrico de pneus para este ambiente de operação extremamente difícil irá ajudar-nos a fazer melhores pneus se mar na Terra”, referiu Chris Helsel, Vice-Presidente Senior, Global Operations e Chief Technology Officer da Goodyear. “Tal irá contribuir para o nosso objetivo final, de tornar possível a mobilidade onde quer que seja que esta tenha lugar. Igualmente importante, é uma honra escrever história com estas duas prestigiadas empresas, que sabem como dar passos de gigante na exploração e na mobilidade”.

Todos os rovers lunares Apolo foram construídos para serem utilizados durante apenas alguns dias, em distâncias inferiores a oito quilómetros dos seus locais de aterragem. Futuras missões irão necessitar de percorrer terrenos acidentados durante distâncias muito mais longas, ao mesmo tempo operando em temperaturas verdadeiramente extremas. Terão de ser desenvolvidas novas capacidades dos pneus, para anos de durabilidade e, inclusivamente, para que sobrevivam à noite, em que as temperaturas descem até aos 137 graus negativos, subindo, durante o dia, até aos 127 graus positivos.

As empresas já estão a fazer uso da experiência existente e dos testes virtuais avançados para evoluir o projeto. Estão a ser efetuados testes de pneus sobre rególito (solo lunar), e um avançado simulador de condução em ciclo, utilizado no desenvolvimento de veículos como a pick-up GMC Hummer EV e o Chevrolet Corvette, está a ser utilizado para oferecer aos engenheiros uma perspetiva de como um rover lunar, e os seus avançados pneus, irão trabalhar com um sexto da gravidade num terreno lunar acidentado e repleto de crateras.

A Lockheed Martin lidera esta equipa em crescimento, tirando proveito dos seus mais de 50 anos de trabalho com a NASA em naves espaciais humanas e robóticas para o espaço profundo, caso da nave espacial Orion da classe exploração, do Artemis e de inúmeras naves espaciais planetárias para Marte. A empresa irá, também, gerir o desenvolvimento das operações comerciais do programa, e o envolvimento com a NASA e as agências espaciais mundiais. A Lockheed Martin também ajudou a NASA a explorar todos os planetas do nosso sistema solar e continua a desenvolver novas tecnologías para futuras missões espaciais

Um quarto membro da equipa, a MDA, do Canadá, anunciou recentemente que a sua tecnologia de braço robótico comercial irá ser utilizada nos veículos de mobilidade lunar para humanos. O instrumento proporcionará valiosos contributos de apoio aos astronautas, além de permitir uma maior funcionalidade do rover em missões totalmente autónomas.

Juntas, as equipas estão a aplicar perspetivas únicas e experiência partilhada a novos desafios, e a novas abordagens de mercado, que estão a ser considerados pela primeira vez. As empresas esperam ter o seu primeiro veículo na superfície da Lua a tempo de apoiar a primeira missão de aterragem da NASA, que terá a primeira mulher e a primeira pessoa de cor a caminhar sobre a Lua, atualmente prevista para 2025.

Sérgio Gonçalves
Latest posts by Sérgio Gonçalves (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.