Honda dá a conhecer o futuro Civic Type R

Published On 29 de Setembro de 2016 | Novidades

3b6719bc1431f5f6dc6b16cd3912b3b8 7 XL 630x418 Honda dá a conhecer o futuro Civic Type R

Ainda que sobre a forma de um concept, a marca japonesa apresentou no Salão em Paris a nova geração do Civic (5 portas) e o grande destaque, será o futuro Type R, ou seja, a versão mais radical da gama.

Produzido no Reino Unido, esta nova geração do Civic Type R deverá colocar o modelo mais próximo de rivais como o Ford Focus RS, este que será um dos seus mais diretos concorrentes dentro e fora das pistas.

3b6719bc1431f5f6dc6b16cd3912b3b8 5 XL 630x418 Honda dá a conhecer o futuro Civic Type R

Em relação ao modelo convencional, o Type R possuirá uma aerodinâmica mais apurada, com o fim de aumentar a carga aerodinâmica, especialmente em velocidades elevadas.

3b6719bc1431f5f6dc6b16cd3912b3b8_xl

Em termos estéticos, as diferenças para o Civic convencional são bastante óbvias, com o protótipo a apresentar para-choques mais agressivos e com inserções em carbono, um difusor traseiro, um aileron de grandes dimensões e três(!?) ponteiras de escape, sendo que a mais pequena é exibida em vermelho. O capô exibe uma entrada de ar bastante “generosa”.

3b6719bc1431f5f6dc6b16cd3912b3b8_3_xl

As jantes também são de grandes dimensões, são 20 polegadas de diâmetro e permitem exibir o sistema de travagem também não menos impressionante.

Outros pormenores do futuro Type R serão os faróis escurecidos com tecnologia LED.

3b6719bc1431f5f6dc6b16cd3912b3b8_8_xl

No capítulo mecânico, existirá uma evolução do atual motor de 2 litros e turbocompressor, que deverá contar com um incremento de potência para valores na casa dos 340 a 350 cavalos.

O inicio da comercialização do Type R irá acontecer apenas em 2017.

Sérgio Gonçalves

A paixão pelos automóveis começou cedo e desde então tem andado de mãos dadas com o jornalismo nas suas mais variadas vertentes.

Produtor de conteúdos, com experiência em rádio, jornalismo online, jornalismo de imprensa e foto-jornalismo.
Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.