Jay Leno compra um dos seus carros de sonho

Published On 2 de Agosto de 2012 | Entusiastas

Jay Leno é conhecido, para além do seu talk show, por ser um proprietário de uma das melhores colecções privadas de automóveis do mundo. Tem carros a vapor, eléctricos e até os superdesportivos mais modernos. Jay Leno possui um site e é possível passar várias horas a navegar no site que dedica à sua colecção e visualizar vídeos de carros novos e antigos de todo o mundo. Leno tem um olho muito exigente em termos de qualidade, mas parece amar todos os carros, grandes e pequenos, potentes ou económicos.

Mas para Jay Leno, essa colecção não esta terminada e faltam ainda alguns carros. Leno diz que quando era jovem nos anos 60, trabalhou numa concessionária da Ford e um dos carros que mais admirava era um Ford Falcon Sprint de 1963.

Estes carros eram essencialmente pré-Mustangs com a mesma plataforma e opções de motor, mas um ano antes do lançamento do Mustang e sem o design deste. A potência do carro é de 360cv.

A 10 de Abril surgiu no site de clássicos BringaTrailer.com um exemplar modificado do carro. Um dia depois o site declarou que o carro tinha sido vendido. A 14 de Abril o site identificou Jay Leno como o comprador e publicou fotos do carro a ser embalado e transportado. No dia 16, Leno publicou fotos a abraçar o carro e um vídeo com o carro. Já no dia 30 de Julho Leno mostrou o carro no site dedicado à colecção pessoal.

De acordo com o anúncio original, o vendedor era já o terceiro proprietário do carro. Acrescentou uma transmissão de cinco velocidades e mudou a bateria para a parte traseira do carro para reduzir o peso em 91kg. Para além disso, o carro tem suspensão traseira personalizada baseada na unidade actualizada no Mustang, travões frontais de disco de um Ford Torino de 1970, um depósito de combustível de 76 litros, pistões forjados e carburador Holley.

Segue-me
Latest posts by Rui Augusto (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.