KIA Cee’d Sportswagon 1.4 CRDi ISG

Published On 26 de Fevereiro de 2013 | Ensaios

kia-ceed-sportswagon-1

A KIA e a Hyundai são marcas do mesmo grupo e há muito que já se destacam em capítulos com a inovação, a qualidade, a fiabilidade e o design. Em particular neste caso a KIA, que tem tido uma rápida e notável progressão em todos os níveis enunciados. Surpreendentemente (ou talvez não) que ainda há relativamente pouco tempo os automóveis desta marca eram veículos sem grande interesse por culpa de uma estética demasiado asiática e uma qualidade inferior à concorrência mais directa. O “ataque” ao mercado europeu faz-se a bom ritmo, as vendas reflectem a audácia da marca, e apesar da crise do sector automóvel na Europa e em particular no nosso país, a marca coreana continua o bom caminho no capítulo das vendas, com um crescimento deveras impressionante.

Ciente destes factos o Autoblog.pt foi convidado a testar a mais recente novidade da marca em Portugal. Um dos automóveis com mais sucesso da marca em Portugal é o modelo Cee´d. O modelo ensaiado foi o Cee´d mas não versão carrinha (SW), com um motor económico e um design interessante e ousado, tanto no interior como no exterior, com espaço abundante para passageiros e respectiva bagagem.

kia-ceed-sportswagon-2

E o primeiro contacto com à carroçaria deste modelo é muito agradável à vista, o seu desenho é extremamente bem conseguido. O grande responsável pelo design da marca, é uma equipa liderada por Peter Schreyer, um especialista na área do estilo automóvel e que veio do grupo VW. E sabendo que os gostos não se discutem, esta Sportswagon é um grande passo evolutivo em anterior geração, e sem ser radical, é suficientemente ousada e moderna para os gostos europeus.

Entrando no seu interior, constatamos que a evolução também está presente e o estilo encontra paralelismo em relação ao exterior. Mas a maior evolução encontra-se na qualidade de construção, onde os materiais têm um toque agradável e a qualidade da montagem é robusta. A ergonomia é igualmente positiva com destaque para a funcionalidade de todos os comandos que possuem uma fácil leitura. Os espaços de arrumação são abundantes com bolsas e porta copos, e possuiu ainda um porta-luvas com dimensões satisfatórias. A habitabilidade nos lugares da frente é excelente e o conforto também está presente na estrutura e desenho dos bancos.

kia-ceed-sportswagon-4

A bagageira é uma das maiores do segmento, possuiu 528 litros, e se quiser aumentar a capacidade de carga, basta rebater os bancos e a capacidade da mesma pode ir até aos 1642 litros. A versatilidade da bagageira tem outros aspectos positivos, como a chapeleira que recolhe facilmente, o acesso à mala que se encontra a menos de 60 centímetros do chão o que facilita as cargas e descargas, e os ganchos que permitem “agarrar” tudo o que transportar evitando assim andar tudo espalhado.

A versão ensaiada para este ensaio foi porventura a escolha principal e com mais interesse para as famílias portuguesas. Ou seja, um modelo equipado com motor a gasóleo, 1,4 litros e 90 cavalos de potência, que se encontra acoplado a uma caixa manual de seis velocidades.

kia-ceed-sportswagon-3

Sentado ao volante é fácil encontrar a posição de condução desejada, fruto das múltiplas regulações permitidas tanto do volante como no banco do condutor. Destaque para a regulação eléctrica do apoio lombar. O volante contém muitos botões o que poderá dificultar inicialmente o entendimento de todas as funções nele embutidas. Mas a característica que salta mais à vista é a forma como a KIA delineou a instrumentação. O painel de instrumentos é totalmente digital e contem gráficos enormes, que são de fácil e agradável leitura.

No capítulo da dinâmica, o que se sente é que apesar de a base ser a mesma do anterior modelo, os engenheiros da marca fizeram um trabalho profundo ao nível das suspensões. Em especial no que toca aos amortecedores, molas, ligações ao chassis e a respectiva geometria. E tudo isto com os objectivos principais de melhorar o comportamento dinâmico e conforto.

kia-ceed-sportswagon-5

E o que foi possível experimentar neste pequeno ensaio, é que se nota claramente que o modelo tem um comportamento seguro, confortável e que conduz sem esforço. Não têm qualquer pretensão desportiva mas também não é isso que os clientes procuram neste segmento. Um pormenor interessante é o botão no volante que permite seleccionar o tipo de assistência na direcção. De série neste modelo, e conhecido como Direcção Flex Steer, contém três modos; Comfort, Normal e Desportivo. E na estrada é possível sentir a diferença entre todos.

Se exceder as capacidades dinâmicas do modelo não se preocupe, pois este KIA conta com todos os sistemas de segurança para evitar um acidente ou um despiste. Porém tem que ser muito persistente no “abuso” para sentir o ESP entrar em acção. A facilidade e a segurança de condução estão sempre presentes na condução.

kia-ceed-sportswagon-6

Outro ponto em análise é a unidade mecânica que equipa o Cee´d SW. O motor de 1,4 Litros e 90 cavalos, tem um binário de 220 Nm e não é claramente um motor de “corridas”, se quiser mais potência terá que optar pela outra versão a gasóleo, o 1.6 CRDI de 128 cavalos.

O Cee’d SW 1.4 CRDI cumpre o tradicional arranque de 0-100 km/h em 13,9 segundos e a sua velocidade máxima é de 170 Km/h. Valores modestos, mas onde a principal preocupação são os baixos consumos. Ainda assim com o binário que se encontra entre 1500 e as 2000 rpm, este motor ainda consegue atenuar um pouco a menor potência e permite alguma desenvoltura. Tem sempre a hipótese de recorrer à caixa de velocidades, que tem um comando preciso.

As principais vantagens deste motor são como já referimos os consumos. E neste capítulo o Cee´d SW não desilude. Este motor consegue ser (muito) comedido no que toca a gastar gasóleo, se conduzirmos de uma forma racional, ou seja a aproveitar o binário em baixas rotações e utilizando a mudança acima sempre que possível. Aliás existe informação no painel de instrumentos que indica a altura ideal para troca de velocidade.

kia-ceed-sportswagon-10

O consumo médio anunciado pela marca é de 4,3 litros por cada 100 quilómetros percorridos. Em estrada é perceptível que o modelo consegue consumos reais abaixo dos 6 litros, sem grandes preocupações de consumo no percurso efectuado.

Destaque para o recheado equipamento da versão ensaiada, mas que é comum a todas as versões, algo que a KIA já nos habituou. A marca oferece uma garantia de 7 anos ou 150.000 Kms. Além disto oferece 5 anos de manutenção, o que se torna numa excelente mais-valia na hora de adquirir um automóvel novo.

Existem 3 motorizações possíveis e vários níveis de equipamento na Cee´d SW. Poderá optar por uma motorização a gasolina com 1400 cm3 e 100 cavalos de potência, com dois níveis de equipamento: LX por 18.795,90€ e a variante EX por 20.795,90€. A versão a gasóleo com 1400 cm4 e 90 cavalos de potência, tem 3 níveis de equipamento: LX por 20.695,90€, EX por 23.295,90€ e a variante mais equipada TX por 25,795,90€.

kia-ceed-sportswagon-14

Por fim as versões mais potentes da gama, contam com um motor 1.6 CRDI com 128 cavalos de potência. Dois níveis de equipamento: TX por 27,595,90€ e a variante TX Auto (equipada com caixa automática) por 32,595,90€. Todos estes preços de venda ao público já incluem Transporte, Documentação e SGPU.

Sem dúvida que neste primeiro contacto foi possível constatar todas as qualidades e a evolução da marca coreana KIA. Bem construída, confortável, rápida q.b., racional, com design elegante e elevados padrões de segurança activa e passiva, com recheado nível de equipamento e garantia total de 7 anos (mais os 5 anos de manutenção na oferta de lançamento), tornam este modelo numa das melhores propostas do segmento.

Um especial agradecimento aos responsáveis pelo Stand de vendas KIA MOTORS F.H. Da Rocha Marques, LDA em Leiria, e ao técnico de vendas António Magalhães pela disponibilidade para este 1º contacto com o novo KIA Cee´d SW.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.