Menu Fechar

OS NOVOS 911 CARRERA E 911 CARRERA GTS: T-HYBRID PARA UMA PERFORMANCE SIGNIFICATIVAMENTE SUPERIOR

A Porsche renovou de forma profunda o icónico desportivo 911. O novo 911 Carrera GTS é o primeiro 911 homologado para estrada com um sistema híbrido de baixo peso e focado na performance. A nova e inovadora motorização, com 3,6 litros, proporciona uma performance significativamente melhorada. O 911 Carrera GTS Coupé acelera dos 0 aos 100 km/h em 3,0 segundos e atinge uma velocidade máxima de 312 km/h. O 911 Carrera também estará disponível neste lançamento. Este é alimentado pelo renovado motor boxer de 3,0 litros biturbo que apresenta um incremento de potência face ao antecessor. O novo 911 também apresenta uma atualização de design, melhor aerodinâmica, um interior mais digital, melhoria no equipamento de série e conectividade aumentada

Com o relançamento do icónico desportivo, a Porsche atualizou quatro das seis séries de modelos em apenas alguns meses: Panamera, Taycan, Macan e 911. “A nossa carteira de produtos é mais jovem do que nunca e altamente atrativa”, afirma Oliver Blume, CEO da Porsche AG. “Oferece aos nossos clientes ainda mais opções de personalização e experiências exclusivas”.

Inspirado no desporto motorizado: inovador sistema híbrido focado na performance

Os engenheiros da Porsche utilizaram todos os conhecimentos adquiridos no desporto motorizado para a conceção do sistema híbrido que equipa os novos modelos 911 Carrera GTS. “Desenvolvemos e testámos uma grande variedade de ideias e abordagens para chegar ao sistema híbrido que se adapta na perfeição ao 911. O resultado é um sistema único que se enquadra no conceito global do 911 e melhora significativamente a performance”, afirma Frank Moser, Vice President Model Lines 911 and 718.

O sistema T-Hybrid, de baixo peso e potente, tem um turbocompressor elétrico de gases de escape recém desenvolvido. Um motor elétrico integrado, colocado entre o compressor e a roda da turbina, acelera de forma instantânea o turbocompressor. Desta forma, cria pressão de forma imediata. O motor elétrico no turbocompressor de gases de escape também funciona como um gerador. Este permite gerar até 11 kW (15 CV) de energia elétrica. Esta energia é extraída do fluxo de gases de escape. O turbocompressor elétrico sem válvula de escape permite a utilização de apenas um turbocompressor em detrimento de dois como no antecessor, o que assegura uma entrega de potência mais dinâmica e reativa.

A motorização inclui também um motor síncrono de interação permanente integrado na nova e mais potente caixa de dupla embraiagem de oito velocidades (PDK). Mesmo ao ralenti, apoia o motor boxer com um binário adicional de até 150 Nm e fornece um aumento de potência de até 40 kW. A Porsche associa os dois motores elétricos a uma bateria de alta tensão de baixo peso e compacta. Esta corresponde em tamanho e peso a uma bateria convencional de 12 volts, mas armazena até 1,9 kWh de energia (bruto) e funciona com uma tensão de 400V. Para um peso total otimizado, a Porsche instalou uma bateria de iões de lítio de 12V de baixo peso para o sistema elétrico de bordo.

O coração do sistema T-Hybrid é um novo motor boxer de 3,6 litros. O sistema de alta tensão permite que o compressor de ar condicionado seja alimentado de forma elétrica e que a transmissão por correia seja omitida, o que torna o motor muito mais compacto. Isto cria espaço na parte superior da motorização para o inversor e o conversor DC-DC. Um diâmetro alargado de 97 mm e um curso aumentado para 81 mm aumentam a cilindrada em 0,6 litros em comparação com o antecessor. O motor tem controlo da árvore de cames VarioCam e um comando de válvulas com balancins. Esta solução mantém a relação ideal de mistura de combustível e ar em todo o mapa (lambda = 1).

Mesmo sem assistência elétrica, o motor boxer debita 357 kW (485 CV) e 570 Nm de binário. No total, a potência combinada da motorização é de 398 kW (541 CV) e 610 Nm. Face ao antecessor, o aumento de potência é de 45 kW (61 CV). O novo 911 Carrera GTS também supera o antecessor na aceleração dos 0 aos 100 km/h, em especial no arranque. O sistema híbrido de alta performance permite uma condução verdadeiramente dinâmica, enquanto reduz as emissões de CO2 com um peso extra significativamente menor em comparação com os veículos híbridos plug-in. O aumento de peso em relação ao antecessor é de apenas 50 quilogramas.

O 911 Carrera continua a estar equipado com um motor boxer de 3,0 litros biturbo. Este motor também passou por uma renovação profunda. Entre outras alterações, adotou o intercooler dos modelos Turbo, que está agora instalado sob a grelha da tampa traseira, na parte superior do motor. Os turbos do novo 911 Carrera são os mesmos que estavam reservados para os modelos GTS antecessores. Com estas modificações, a Porsche consegue uma redução das emissões, mas também um aumento de potência para 290 kW (394 CV) e um aumento de binário máximo para 450 Nm. O novo 911 Carrera Coupé vai dos 0 aos 100 km/h em 4,1 segundos (3,9 segundos com o Pacote Sport Chrono) e atinge uma velocidade máxima de 294 km/h. Em comparação com o antecessor, estes valores de performance representam uma melhoria de 0,1 segundos e 1 km/h, respetivamente.

Suspensão melhorada e aerodinâmica ativa A suspensão do 911 Carrera GTS também passou por uma atualização profunda. O eixo traseiro direcional faz parte do equipamento de série pela primeira vez. Este equipamento aumenta a estabilidade a alta velocidade e reduz o círculo de viragem. A Porsche integrou o sistema de estabilização anti rolamento Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) no sistema de alta tensão do sistema híbrido de alta performance. Isto permite a utilização de um sistema de controlo electro-hidráulico, o que torna o sistema ainda mais flexível e preciso. A suspensão desportiva com amortecimento variável (PASM) e uma diminuição da altura ao solo em 10 mm proporcionam a condução típica de um GTS.

O novo 911 apresenta um total de sete opções de jantes de 19/20 polegadas ou 20/21 polegadas. As jantes Exclusive Design com carbon blades, que reduzem o coeficiente de resistência ao ar e, desta forma, aumentam a eficiência, estão disponíveis pela primeira vez no 911 Carrera. Os modelos 911 Carrera GTS estão equipados de série com jantes de 21 polegadas com pneus 315/30 ZR 21 no eixo traseiro. No eixo dianteiro as jantes de 20 polegadas contam com pneus 245/35 ZR 20. Em sintonia com a melhoria de performance, a maior área de contacto dos pneus traseiros melhora a dinâmica de condução e tração dos modelos 911 Carrera GTS. 

Exterior desportivo e aerodinâmico

A Porsche renovou o design exterior do 911 com alterações específicas. A grande maioria das alterações têm como principal objetivo melhorar a aerodinâmica e a performance do desportivo. As alterações incluem novos para-choques específicos para cada modelo. Pela primeira vez, o Porsche 911 integra todas as funções de iluminação nos faróis em LED Matrix, de série, com a característica iluminação de quatro pontos. Com esta alteração é possível criar espaço para entradas de ar de maiores dimensões na dianteira do veículo.

Nos modelos 911 Carrera GTS, a secção dianteira possui cinco flaps de refrigeração ativa dispostos na vertical, visíveis do exterior, e um flap oculto de cada lado. Pela primeira vez no 911, estes elementos são complementados por difusores dianteiros adaptativos na secção inferior da carroçaria, que são controlados em conjunto com as lamelas de refrigeração. Todos estes elementos direcionam o fluxo de ar conforme necessário: quando as necessidades de potência são mínimas, as lamelas fechadas otimizam a aerodinâmica. Quando as necessidades de potência são elevadas – por exemplo, durante a condução em circuito – os flaps direcionam grandes quantidades de ar para os radiadores do automóvel. Os sensores para os sistemas de assistência estão agora localizados atrás de uma superfície brilhante por baixo da matrícula.

A Porsche oferece como opcional os novos faróis em LED HD-Matrix com mais de 32.000 pontos de luz. As luzes de alta performance iluminam a estrada a uma distância superior a 600 metros. Para além disso, oferece funções adicionais inovadoras como luzes dinâmicas de curva mediante o modo de condução, iluminação da faixa de rodagem, luzes de local de construção e em locais apertados.

A redesenhada faixa de luz traseira com um arco integrado e o logótipo ‘PORSCHE’ faz com que a secção traseira pareça mais profunda e larga. A grelha traseira com cinco lamelas de cada lado, também redesenhada, conecta-se ao óculo traseiro para formar uma unidade gráfica que se funde com a asa traseira retrátil. A matrícula está posicionada mais acima, com um para-choques traseiro claramente estruturado. Os sistemas de escape específicos para cada modelo estão integrados de forma elegante no difusor. O sistema de escape desportivo está disponível como opção para os modelos 911 Carrera. Já o 911 Carrera GTS possui de série um sistema de escape desportivo específico. 

O 911 Coupé conta com um Aero Kit, disponível como opcional, para melhorar ainda mais a performance. Este kit inclui um para-choques dianteiro SportDesign com spoiler dianteiro exclusivo, saias laterais a conduzir e uma asa traseira fixa de baixo peso. Os componentes reduzem a elevação e melhoram a tração do desportivo.

Interior totalmente digital e conectividade aumentada

Nas variantes Coupé, a Porsche concebeu o interior do novo 911 como um veículo de dois lugares de série. Uma configuração de 2+2 está disponível como opção, sem custos adicionais. No interior, a Porsche combina o ADN de design do 911 com tecnologia moderna: o conceito Porsche Driver Experience centra-se no eixo do condutor e numa operação intuitiva e mais rápida. Os elementos de controlo essenciais foram dispostos diretamente no volante ou ao seu redor. Estes incluem o seletor de modos de condução de série, alavanca dos assistentes à condução revista e, pela primeira vez no 911, um botão de arranque – à esquerda do volante. No espaço de arrumação da consola central existe um compartimento para smartphones refrigerado, com função de carregamento por indução.

O 911 recebe, pela primeira vez, um painel de instrumentos digital. O ecrã curvo de 12,6 polegadas enquadra-se de forma elegante no novo conceito de controlo e visualização e pode ser personalizado de forma extensiva. Oferece até sete opções de visualização, incluindo uma opção Classic exclusiva inspirada no design de cinco tubos com conta-rotações ao centro.

O sistema Porsche Communication Management (PCM) continua a ser operado através de um ecrã central de alta resolução com 10,9 polegadas. No entanto, personalização dos modos de condução e o funcionamento dos sistemas de assistência ao condutor foram significativamente melhorados. O renovado 911 também possui novas funcionalidades de conectividade. Um QR Code simplifica o processo de registo do PCM com o Porsche ID. O Apple CarPlay® está ainda mais integrado no veículo. Se assim o desejar, apresenta informações no painel de instrumentos e permite controlar funções do veículo diretamente no ecossistema Apple®, como por exemplo, o assistente por voz Siri®. Aplicações como o Spotify® e o Apple Music® podem ser usadas como aplicações nativas no PCM sem que seja necessário conectar um smartphone. 

Já disponível para encomenda a partir de 160.540 euros

O novo 911 Carrera já pode ser encomendado como Coupé e Cabriolet com tração traseira. O 911 Carrera GTS está disponível também com tração integral e a variante Targa (em exclusivo com tração integral). Todas as variantes estão equipadas de série com a Porsche Doppelkupplung (PDK). A Porsche oferece o novo 911 Carrera na variante coupé com um preço a começar nos 160.540 euros. Já o 911 Carrera GTS Coupé começa nos 213.550 euros. Por fim, o início das entregas tem início no final do verão para o 911 Carrera e no final de 2024 para o Carrera GTS.

Sérgio Gonçalves

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.