Rallycross Montalegre

Published On 29 de Abril de 2013 | Desporto

Rallycross Montalegre

Num fim-de-semana recheado de eventos motorizados tanto no nosso país como no estrangeiro, um dos das grandes destaques foi para o campeonato Europeu de Rallycross que esteve de volta à localidade de Montalegre. Um palco perfeito para a prática desta modalidade e que este ano teve um “bónus” muito especial, pois esteve presente o sempre simpático ex. piloto de ralis Petter Solberg.

Ainda que tenha andado sempre a fundo, ao ponto até de perder uma roda traseira num embate para a recta numa das mangas, foi Liam Doran que se destacou ao ganhar a segunda prova do calendário deste Campeonato Europeu de Rallycross.

Liam Doran que pilotou o seu DS3 com as cores da Monster Energy foi o mais rápido na final decisiva da categoria principal desta competição, designada de Supercars. Petter Solberg acabou por alcançar o último lugar do pódio, um bom resultado tendo em conta a sua pouca experiência neste tipo de competição.

Porém na história das mangas de qualificação, o piloto Timur Timarzianov foi o mais rápido, mesmo tendo uma forte oposição de Petter Solberg e de Davy Jeanney. Solberg, que tinha estado em destaque na véspera, acabou por ter problemas no seu DS3 o que ditou uma ausência numa destas mangas, no que resultou numa penalização.

Chegado às meias-finais, Timerzyanov conseguiu mais uma vez dominar, porém Solberg revelou ser o mais rápido numa “guerra” entre os Citroen DS3. Quem começou a perder terreno foi Jeanney com o seu Citroen C4 onde mostrou não ter ritmo para os mais rápidos.

Quando se deu a corrida decisiva, Solberg foi obrigado a de cumprir uma penalização extra (volta extra com joker lap) devido a uma falsa partida anterior, o que praticamente lhe impediu de lutar pela vitória.

Que aproveitou essa situação foi Liam Doran num DS3 e Mats Lysen num Renault Clio. Já Timur Timerzyanov teve pouca sorte, quando um furo também lhe roubou a hipótese de vencer esta corrida, quando era o líder da prova. Assim entregou a vitória a Liam Doran que levou a melhor na corrida mais importante deste fim-de-semana.

Na categoria Super 1600, Kevin Eriksson, pilotando um Renault Clio, venceu de forma categórica, deixando atrás de si Eric Faren em Citroen C2 e Ulrik Linnerman em Peugeot 207. Os pilotos portugueses presentes (Pedro Ribeiro e José Polónio ) nesta prova não foram além das semifinais.

Na classe (Touring Cars) reservada aos automóveis de tração traseira, o vencedor final acabou por ser Robin Larsson ao volante do seu Skoda Fabia. Atrás de si ficaram os pilotos Koen Pauwels em Ford Fiesta e Roman Castoral num Opel Astra.

Classificação final (SuperCars):

1. Liam Doran (Citroen DS3), 4m09,637s
2. Mats Lysen (Renault Clio), 4m10,517s
3. Petter Solberg (Citroen DS3), 4m11,390s
4. Alexander Hvaal (Citroen DS3), 4m11,997s
5. Davy Jeanney (Citroen C4), 4m12,603s
6. Timur Timerzyanov (Citroen DS3), 4m25,750s
7. Andreas Bakkerud (Citroen DS3)
8. Stig-Olov Walfridsson – Renault Clio
9. Anton Marklund – VW Polo T16
10. Knit Ove Borseth – Skoda Fabia MKII

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.