Registo de veículos comerciais cai mais de metade

Published On 28 de Novembro de 2012 | Geral

Toda a Europa está em crise, com o sector automóvel a não fugir aos restantes sectores de actividade. No entanto em Portugal, a crise é muito maior e os últimos números apenas comprovam que a actividade empresarial está bastante afectada.

O registo de veículos comerciais novos em Portugal caiu 52,4% nos primeiros dez meses do ano, uma queda muito acima da média europeia (-10,6%) e superior à registada no mesmo período de 2011 (-41,2%).

De acordo com a Associação de Construtores Europeus de Automóveis (ACEA), que esta terça-feira divulgou o relatório relativo a Outubro, o registo de veículos comerciais novos em Portugal caiu 41,2% no mês passado (comparação com o mesmo mês do ano anterior), uma contracção que, na UE, foi de 9,4%.

Entre Janeiro e Outubro deste ano, Portugal foi o país da UE onde a procura de automóveis comerciais novos mais caiu (-52,4% homólogos), seguindo-se a Grécia (-46,8%), o Chipre (-44,8%), a Itália (-33%) e Espanha (-25,2%).

Comparando apenas Outubro de 2012 com o mesmo mês de 2011, todos os grandes mercados europeus encolheram: na Alemanha, a contracção foi de 3,8%, no Reino Unido de 8,6%, em França de 9,8%, em Itália de 16,4% e em Espanha de 20,4%. Ao todo, em Outubro, foram registadas 147.211 vendas de automóveis comerciais nos países da União Europeia.

Numa análise aos dez primeiros meses do ano, a queda homóloga na procura de automóveis comerciais também se verifica nos grandes mercados europeus: no Reino Unido foi de 3,6%, na Alemanha de 4,1%, em França de 8%, em Espanha de 25,2% e em Itália de 33%.

No total, foram registados 1.429.287 novos veículos comerciais entre Janeiro e Outubro deste ano na UE.

Segue-me
Latest posts by Rui Augusto (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.