Revolução Husqvarna – motos a dois tempos com injeção em 2018

Published On 22 de Abril de 2017 | Motos

maxresdefault 630x420 Revolução Husqvarna – motos a dois tempos com injeção em 2018

A partir de 2018 o fabricante Husqvarna irá incluir a injeção eletrónica pela primeira vez nos seus modelos 250cc e 300cc de Enduro a 2 tempos. Depois em 2019 os modelos exclusivos de Motocross também irão receber esta inovação tecnológica.

Esta opção foi também adotada pela empresa “mãe” KTM que também incluirá nos seus modelos a 2 tempos os mesmos argumentos mecânicos.

O sucesso da história da Husqvarna em competição começou em 1959 com a primeira vitória obtida no Trófeu Mundial de Motocross pelo piloto Rolf Tibblin. E depois nas décadas seguintes continuou a centrar os esforços no desenvolvimento de motos de elevada performance de todo o terreno a 2 tempos.

3 Rolf Tibblin Husqvarna br 630x420 Revolução Husqvarna – motos a dois tempos com injeção em 2018

É importante recordar que esta empresa centenária, fabrica motos e desenvolve novas tecnologias com o objetivo de produzir as melhores motos para as variadas categorias de todo o terreno e que sempre defendeu as motos com motores a 2 tempos assim como o seu desenvolvimento, apesar de cada vez mais existirem normas antipoluição que dificultam este processo.

O departamento oficial de imprensa da empresa Sueca também refere o seguinte: “Husqvarna Motorcycles anuncia com orgulho o lançamento da próxima geração de motos de Enduro com injeção eletrónica de combustível. Perfeitamente em sintonia com o espírito pioneiro da marca, as duas máquinas totalmente renovadas para 2018, a TE 250i e a TE300i, passarão a incluir tecnologia de ponta em matéria de injeção de combustível, que irá revolucionar o mercado das motos de Enduro”.

Estas novas motos de enduro do fabricante Sueco a 2 tempos vão entrar em produção daqui a poucos meses, mais concretamente a partir do mês de Junho.

Mais informações irão surgir nos próximos tempos sobre as performances e sobre a tecnologia utilizada no desenvolvimento destes motores.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.