SEAT aumenta as suas vendas em 10,6% em 2013

Published On 10 de Janeiro de 2014 | Geral

Seat Leon SC

A SEAT aumentou as suas vendas mundiais em 2013. A marca Espanhola de automóveis entregou 355.000 viaturas, o que representa 10,6% mais que no exercício anterior e o número mais alto dos últimos cinco anos.

O presidente da SEAT, Jürgen Stackmann, sublinhou “a empresa está a viver um impulso comercial, especialmente na Europa, a SEAT está a crescer mais rápido que a concorrência num contexto de contração de mercado”. Por outro lado, o vice-presidente Comercial, Dr. Andreas Offermann, sublinhou “aumento da quota de mercado nas principais regiões do mundo em que a marca está presente”.

Na Europa Ocidental, o principal mercado da marca, a SEAT ocupa o pódio das marcas com maior crescimento, com um aumento de 9,4%, apesar de um ano de retração global para o sector. SEAT vendeu 273.200 veículos, 23.500 mais que em 2012. Na Alemanha, o seu principal mercado (e não a Espanha como se poderia pensar!), entregou 76.600 viaturas, o que supõe um aumento de 20,3% em relação ao ano anterior. SEAT foi a marca generalista que mais cresceu no país germânico e situou-se no top 10 de vendas. Em Espanha, a SEAT recuperou a evolução positiva e aumentou as vendas em 6,0% (total: 58.900 viaturas), acima da média de mercado. No Reino Unido, o seu terceiro mercado, em 2013, a marca conclui o quinto ano consecutivo de crescimento (+17,0%) e o volume de vendas mais alto da história da SEAT neste país, ao entregar 45.700 unidades. Em Portugal a SEAT cresceu 48,7 %, com 3.874 unidades vendidas.

SEAT também encerrou 2013 com um recorde histórico de vendas na Suíça (total: 8.300 unidades; +5,2%) e Dinamarca (total: 6.300; +37,6%), entre outros mercados europeus. O Leon, com mais de 102.000 unidades vendidas em todo o mundo (+44,4%), é a chave deste comportamento positivo da SEAT na Europa. A versão de 5 portas, que é a que se comercializou durante todo o ano, é o modelo da marca mais vendido em muitos mercados (Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Turquia, entre outros). Dr. Andreas Offermann avançou que “a disponibilidade de toda a família Leon deve sustentar o crescimento em 2014”.

Fora de Europa, SEAT também aproveitou as oportunidades, graças a um aumento de 13,0%, conseguiu comercializar quase um em cada cinco automóveis (total: 64.600 unidades). Assim, pela primeira vez, SEAT tem três países fora da Europa no seu top 10: México (5º), Argélia (6º) e Turquia (8º). Na Argélia, que em 2012 a SEAT já tinha multiplicado as suas vendas por quatro, o ano passado continuou a crescer, mais 26,9%, e fechou com 20.500 unidades vendidas. A grande novidade de 2013 foi a Turquia, quase duplicou as suas vendas (90,4%) e comercializou 11.100 unidades. Em ambos os países, a SEAT alcançou o número mais alto de vendas da sua história. Por outro lado, no México a marca voltou a crescer pelo quarto ano consecutivo (0,4%), conseguiu 21.200 unidades.

“Em 2014, apesar das dificuldades que ainda persistem relativamente à situação económica, vamos continuar a trabalhar arduamente para continuarmos a crescer de forma sustentada. Temos uma gama de produtos fantástica que vai continuar a crescer à volta da família Leon, o coração da marca SEAT”, declarou o presidente, Jürgen Stackmann.

De seguida apresentamos a distribuição das vendas por modelo e o seu crescimento:

SEAT Mii (28.900, +43,2%)
SEAT Ibiza (154.100, -7,7%)
SEAT Toledo (19.000, lançamento em novembro de 2012)
SEAT Leon (102.800, +44,4%)
SEAT Altea (23.700, -19,7%)
SEAT Alhambra (20.000, +4,0%)
SEAT Exeo (6.500, deixou-se de fabricar em julho de 2013)

No mês passado visitamos a fábrica da Seat em Martorell, Barcelona, onde pudemos comprovar as excelentes infra-estruturas e o nível de automatização e qualidade dos processos de fabrico. Aqui fica mais uma vez um video alusivo a isso:

Segue-me
Latest posts by Rui Augusto (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.