Um clássico Ford GT40 mk1 descoberto numa garagem na Califórnia

Published On 26 de Fevereiro de 2014 | Curiosidades

1926736_10203498651526142_811202350_n

Muitos sonham em descobrir um tesouro ou algo extramente valioso, para os colecionadores e amantes de automóveis descobrir um veículo valioso e raro num qualquer barracão, garagem, descampado ou nalguma sucata é um sonho tornado realidade e pode muito bem ser a descoberta de uma vida.

A realidade é que este tipo de “achado” é cada vez mais raro e muitos já se tornaram mitos, porém de vez em quando ainda acontece algo extraordinário como é o caso do automóvel aqui em destaque que foi descoberto numa garagem sul californiana.

Debaixo de uma pilha de caixotes, objetos e afins estava nada mais nada menos que um Ford GT40 da primeira geração, com o número de chassis P/1067, foi o último GT40 a ser produzido e que foi vendido no ano seguinte em 1967 já com algumas alterações presentes na segunda geração, como a zona traseira da carroçaria.

1966-ford-gt40-mark-i-found-in-southern-california-garage_100457750_m

A raridade do modelo é também pelo facto de só existirem três GT40 com estas especificações, e segundo a história, este modelo que foi descoberto será o único totalmente original com peças de origem.

A Ford teve enorme sucesso com o GT40 nas provas de resistência, em especial nas 24 Horas de Le Mans onde ganhou várias vezes e aniquilou a concorrência, em especial a Ferrari.

A história deste GT40 está ligada à competição como não poderia deixar de ser, já que este “achado” correu até 1977, dando lugar nesse mesmo ano à sua reforma por culpa de uma avaria no motor.

1966-ford-gt40-barn-find-surfaces-in-california-77366-7

O seu proprietário tentou mais tarde a sua reparação, porém nunca chegou a terminar o “restauro” devido a um problema de saúde.

Foi construído um género de proteção em madeira à volta do carro na garagem onde foi descoberto, que o protegia de certa forma de todas as tralhas acumuladas pelo proprietário ao longo das últimas décadas.

O seu estado de conservação é bom tendo em conta os anos que esteve parado, e a maioria dos principais componentes foram recuperados, como o motor e até mesmo um conjunto extra de pneus.

029-amelia-island-ford-gt

Depois de devidamente restaurado este GT40 ficará muito bem em qualquer exposição mundial e poderá participar numa qualquer corrida de automóveis históricos para que o seu legado nunca seja esquecido.

Sérgio Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.