V2 Sagitta mais aerodinâmico que o Mercedes CLA

Published On 25 de Março de 2013 | Curiosidades

1947-Volkhart-V2-Sagitta-1

Podem imaginar um carro com 24cv capaz de atingir os 140km/h? Se esse tipo de velocidade seria difícil de atingir nos dias de hoje, imaginem na década de 40!

O carro de que falamos aqui foi desenvolvido depois da Segunda Guerra Mundial, por um engenheiro Alemão chamado Kurt Volkhart.

Volkhart começou a trabalhar em versões simplificadas do VW Carocha, de modo a explorar os estudos aerodinâmicos do Baron von König-Fachsenfeld. Este projecto, que mostramos as fotografias é do V2 Sagitta.

Este projecto consistiu basicamente em montar no chassis do Carocha, uma carroçaria em alumínio de baixo peso e com uma aerodinâmica muito aperfeiçoada, permitindo que o carro, com o mesmo motor de origem do Carocha 1100cc e 24cv, atingisse os 140km/h.

Devido à guerra, apenas foi construído um exemplar do V2 Sagitta, em 1947. Durante muito tempo a Volkswagen pensava que este carro tinha desaparecido, mas foi encontrado recentemente na Áustria e foi levado para Wolfsburg em Janeiro de 2013 para ser testado num moderno túnel de vento.

1947-Volkhart-V2-Sagitta-4

A Volkswagen queria confirmar como o V2 Sagitta se compararia aos carros actuais…a verdade é que os resultados foram espantosos!

O V2 Sagitta possuiu um coeficiente aerodinâmico de 0.217, que correspondem a uma área frontal de 2,10 metros quadrados. Isto significa que o V2 Sagitta é duas vezes mais aerodinâmico que o VW Carocha em que se baseou com um cx de 0.46. Isto até pode não ser surpreendente, mas…

Comparando esse protótipo com o VW Golf VII, o VW Golf perde, pois tem um coeficiente de 0.27, para uma área frontal de 2,19 metros quadrados. Mas comparando com o carro mais aerodinâmico de produção do momento, o Mercedes-Benz CLA, verifica-se que o mercedes também perde pois tem um Cx de 0.22!

Só comparando com o seu equivalente moderno, o Volkswagen XL1, é que o V2 Sagitta não ganha, pois o XL1 possui um Cx de 0.189, para uma área frontal de 1,5 metros quadrados. No entanto não deixam de ser resultados notáveis para a década de 40 e para Kurt Volkhart.

Segue-me
Latest posts by Rui Augusto (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.