Volvo T-5R & 850R

Published On 18 de Fevereiro de 2013 | carros e marcas

Volvo-850-T-5R-2

São dois modelos muito semelhantes em termos de performance e carácter, e são dois automóveis em que a frase “lobo em pele de cordeiro” assenta que nem uma luva. Felizmente que não são só as marcas germânicas que fazem automóveis confortáveis e espaçosos com potência suficiente para envergonhar muitos automóveis desportivos que circulam pelas nossas estradas. A Volvo também tem uma palavra a dizer nesse segmento. E como o Audi RS2 Avant também estes dois Volvos tiveram a colaboração da Porsche no seu desenvolvimento, o que aumenta as suas qualidades.

Tudo começa em 1995 quando a Volvo lança o T5-R, um modelo de elevadas prestações desenvolvido em parceria com a Porsche. O veículo foi baseado no 850 Turbo, mas utilizava uma centralina especial, que permitia adicionar cerca de 2 psi (0,1 bar) de pressão de turbo, o que lhe permitia extrair mais 18 cavalos para um total de 243 cavalos e 300 Nm de binário em relação ao 850 Turbo “normal”.

volvo 850 t-5r

O motor era originalmente acoplado a uma transmissão automática de 4 velocidades, e depressa o T-5R ficou conhecido como um automóvel poderoso mas muito discreto. Mas este modelo também poderia ser adquirido com uma caixa manual de 5 velocidades.

Apesar da sua aparência discreta, e do seu aspecto “quadradão”, o T-5R ostentava um (excelente) coeficiente aerodinâmico de 0,29cx. As suas prestações eram muito expressivas e conseguia acelerar a 0 a 100km/h em 6,6 segundos na versão com caixa automática. Já na versão com caixa manual o mesmo exercício era cumprido em 5,9 segundos. A velocidade máxima era de 250km/h e era limitada electronicamente. Este Volvo vinha equipado de fábrica com pneus Pirelli P-Zero que proporcionavam uma aderência lateral de 0,88 g.

A afinação do motor foi desenvolvida em pareceria com a Porsche, assim como foi todos os componentes da respectiva transmissão. A Porsche também ajudou na concepção do design no interior, em especial nos bancos desportivos em alcântara. Apenas duas opções se encontravam disponíveis no catálogo do carro, uma era uma caixa Alpine de 6 Cd´s e a outra opção eram umas jantes de 16 polegadas para permitir um conforto superior de rolamento e também para um maior controlo em pisos de neve, uma vez que vinham equipadas com pneus para as 4 estações.

volvo-850-t5r-yellow

As principais características do T5-R em relação ao 850 Turbo “normal” passavam por um pára-choques dianteiro com um spoiler dianteiro, um aileron traseiro, saias laterais, soleiras das portas em alumínio polido, bancos desportivos em pele e alcântara, e um interior em cor preta. Ambas as cores disponíveis para a carroçaria, ou seja amarela e preto vinham ambas com o mesmo interior preto como a única opção possível.

O T-5R tem um emblema adicional à esquerda do “850” na bagageira, referido como “O emblema Motorsport”. As jantes escolhidas para este modelo são específicas e foram pintadas numa cor cinza titânio (“Titan”) e tinham 17 polegadas de diâmetro e 7 de largura.

O ano de 1995 foi o único ano que o modelo ficou conhecido como sendo “T-5R”, já que no ano seguinte, com a popularidade que o modelo atingiu, a Volvo resolveu mudar a designação para “850R”.

volvo-850-t5r-logo

Outros dos aspectos em que o Volvo 850 T-5R também ficou popular foi na segurança, algo que é comum na marca. Este modelo incluía de série quatro airbags. Para além dos respectivos airbags frontais, havia outros dois incluídos nos bancos de forma lateral. Os airbags laterais foram integrados no resto da gama Volvo no ano seguinte como uma opção, e acabaria por se tornar equipamento de série um ano depois.

O T-5R também foi equipado com um exemplo precoce de luzes de circulação diurna e foi também o primeiro sedan a estar equipado com cintos de segurança de três pontos em todos os cinco lugares sentados.

Cerca de 5.500 T-5R foram produzidos para todo o mundo, dos quais 185 foram exportados para os Estados Unidos. O 850 T-5R tinha uma opção de cores para a carroçaria bastante limitada, pois só era possível encomendar este modelo em amarelo creme dos quais foram produzidos 1975 unidades. Outras das cores possíveis era a cor preta, dos quais foram produzidos 3025 unidades e a cor verde (azeitona) com 500 unidades produzidas nesta cor.

volvo 850R

Mais tarde em 1996 e 1997, o modelo Volvo 850R também foi produzido em formato de carrinha (Sport Wagon). Com o tradicional formato de 5 portas, esta carrinha acelerava dos 0 aos 100 km/h em 5,6 segundos se equipada com caixa manual ou 6,4 segundos se fosse a versão com caixa automática. Já velocidade máxima deste modelo era de 255 km/h.

Os modelos “R” entre 1996 e 1997, ou seja o último ano do 850, não foram tão limitados na produção como tinha sido o anterior T-5R. Foram produzidos cerca de 9.000 unidades do 850R. As cores únicas disponíveis para este modelo eram: Vermelho, Verde, Preto, Cinzento. Para o mercado dos EUA só estavam disponíveis as cores; vermelho, branco e preto.

Além disso, a carroçaria de 4 portas (Sedan) recebeu um novo aileron traseiro. O interior foi projectado para ser mais luxuoso e atraente para ir ao encontro do prestígio e qualidade da marca. As jantes utilizados neste modelo tinham 17 polegadas de diâmetro e 7 polegadas de largura e são conhecidas como “Volans”.

Para 1996, a Volvo introduziu uma nova transmissão manual pensada especificamente para o modelo 850R com o nome de código M59, que trazia de fábrica um autoblocante para melhor eficácia dinâmica.

Além disso, estes modelos equipados com estra transmissão manual (M59 carros) foram também equipados com um turbocompressor um pouco maior, e um centralina com um software diferente para proporcionar um ligeiro aumento de potência máxima. Assim passariam a debitar 250 cavalos ou seja mais 10 do que os modelos de transmissão automática. O binário também aumentou significativamente no 850R com caixa manual, passando dos 300 Nm para os 350 Nm de binário máximo.

Na competição

Porventura muito se lembrarão deste modelo a ser pilotado em corridas de Turismos, em especial a carrinha, pois não era (e continua a não ser) muito vulgar as marcas optarem por aquilo tipo de carroçaria para a competição.

volvo competicao

A Volvo numa parceria em 1994 com e equipa Tom Walkinshaw Racing (TWR), construiu uma carrinha 850 para competir no Campeonato Britânico de Carros de Turismo (BTCC). Apesar de muitas críticas, o 850 teve um bom desempenho, conseguindo como melhores resultados em qualificação um 3º lugar e em prova um 5º lugar. Este modelo particular foi pilotado por Rickard Rydell e Jan Lammers, e ambos conseguiram colocar a Volvo no 8º posto do Campeonato Mundial de Construtores em 1994.

Em 1995, a TWR construiu uma versão mas desta vez do carro de 4 portas, e foi feita principalmente devido à mudança nas regulamentações no BTCC em relação à aerodinâmica. A versão carrinha deixava assim de ter qualquer hipótese de ser competitivo. Com os pilotos Rickard Rydell e Harvey Tim ao volante, os 850 qualificaram-se na pole position 12 vezes e ganharam 6 corridas, conseguindo assim amealhar pontos suficientes para que a Volvo terminasse o campeonato no 3º lugar na tabela de construtores.

Um ano depois em 1996, este mesmo modelo, com algumas melhorias competiu no campeonato com Rickard Rydell e Burt Kelvin como pilotos principais. Ambos conseguiram cinco vitórias. E com isso a Volvo voltava novamente a terminar no 3º no Campeonato de Construtores.

volvo-racing

Não foi só no campeonato de BTCC que a Volvo participou de forma oficial. A marca Sueca também competiu na categoria Super Touring com o 850 na Europa e na Austrália na mesma época. Em 1994 o piloto australiano Peter Brock ao volante de um 850 T-R juntamente com o seu colega de equipa Tony Scott participou na corrida de 12 Horas em Bathurst, terminando no 25º lugar. Brock também participou com o 850 em 1996 no campeonato Australiano de carros de turismo (Australian Super Touring Championship) conseguindo o 6º lugar no campeonato de pilotos.

A Volvo sempre foi conhecida pelos seus automóveis muito seguros e inovadores em tecnologia e segurança. Porém alguns dos seus modelos revelam uma veia atlética por baixo de tanta sensibilidade. É o caso do T5-R e do 850R, modelos que combinam conforto, segurança e requinte com desportividade, um excelente comportamento dinâmico e prestações desportivas.

Sérgio Gonçalves
Latest posts by Sérgio Gonçalves (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.