F1 – GP de Silverstone

Published On 30 de Junho de 2013 | Desporto

19199

Uma corrida emocionante que corou uma vez mais Nico Rosberg pela segunda vez, esta temporada. O piloto alemão sobre aproveitar o abandono do seu compatriota, o campeão em título, Sebastian Vettel.

Ainda que a corrida tenha começado com Lewis Hamilton na frente, graças a pole-position que tinha conquistado na qualificação, o piloto inglês chegou a liderar a corrida em “casa”, porém um rebentamento do pneu traseiro esquerdo quando efectuava a sétima volta impediu-o de continuar a liderar, e atirou o piloto inglês para a 18ª posição. Mas Hamilton não se deu por vencido e iniciou uma recuperação notável para terminar no 5º lugar final.

Lewis-Hamilton-with-a-burst-tyre-2012796

Quando Sebastian Vettel passou para o comando depois do azar de Hamilton, ouve uma situação de Safety Car em pista por culpa de outro rebentamento de um pneu traseiro, neste caso no Ferrari de Felipe Massa. Nesta fase já havia imensas lutas nos lugares mais atrás e quem continuava à espreita para atacar a liderança da corrida era Rosberg, que não se encontrava muito longe de Vettel.

Porém quando faltavam cerca de 10 voltas para o final da corrida, o monolugar da Red Bull começou a sentir dificuldades mecânicas, em especial com a caixa de velocidades, o que levou Vettel a abandonar a corrida em plena recta da meta. Esta situação obrigou de novo à entrada do Safety Car em pista.

225726

Mark Webber que tinha começado muito mal a corrida, fruto de um toque com Romain Grosjean, (chegou a circular em 15º) mas nesta fase da corrida já se encontrava nos lugares cimeiros, assim como Lewis Hamilton e Fernando Alonso. Este grupo de pilotos lutou muito para conseguir recuperar lugares depois da entrada em pista do Safety Car. Na mesma altura o piloto Sergio Pérez também era vítima de um rebentamento do pneu traseiro. Webber estava com um ritmo muito elevado e chegou-se a pensar que podia atacar a liderança de Rosberg, mas o piloto alemão soube defender-se pilotando sempre com rapidez e sem cometer erros o que lhe permitiu manter uma certa distância.

No último lugar do pódio ficou Fernando Alonso que conseguiu assim recuperar pontos no campeonato a Vettel.

Já Raikkonen teve que se defender com unhas e dentes dos ataques de Hamilton para conseguir concluir a corrida no quarto lugar final.

O próximo Grande Prémio realiza-se na Alemanha, no circuito de Nürburgring entre os dias 5 e 7 de Julho.

Classificação final:

1. Rosberg Mercedes 1h32:59.456
2. Webber Red Bull-Renault + 0.765
3. Alonso Ferrari + 7.124
4. Raikkonen Lotus-Renault + 7.756
5. Hamilton Mercedes + 11.257
6. Massa Ferrari + 14.573
7. Sutil Force India-Mercedes + 16.335
8. Ricciardo Toro Rosso-Ferrari + 16.500
9. Di Resta Force India-Mercedes + 17.993
10. Hulkenberg Sauber-Ferrari + 19.700
11. Maldonado Williams-Renault + 21.100
12. Bottas Williams-Renault + 25.000
13. Button McLaren-Mercedes + 25.900
14. Gutierrez Sauber-Ferrari + 26.200
15. Pic Caterham-Renault + 31.600
16. Bianchi Marussia-Cosworth + 36.000
17. Chilton Marussia-Cosworth + 1:07.600
18. van der Garde Caterham-Renault + 1:07.700
19. Grosjean Lotus-Renault + 1 lap

Pilotos:
1. Vettel 132
2. Alonso 111
3. Raikkonen 100
4. Hamilton 87
5. Webber 87
6. Rosberg 82
7. Massa 57
8. Di Resta 36
9. Grosjean 26
10. Button 25
11. Sutil 23
12. Vergne 13
13. Perez 12
14. Ricciardo 11
15. Hulkenberg 6

Construtores:
1. Red Bull-Renault 219
2. Mercedes 169
3. Ferrari 168
4. Lotus-Renault 126
5. Force India-Mercedes 59
6. McLaren-Mercedes 37
7. Toro Rosso-Ferrari 24
8. Sauber-Ferrari 6

Sérgio Gonçalves
Latest posts by Sérgio Gonçalves (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.