Avalie o carro usado antes de comprar

Published On 19 de Novembro de 2012 | Opinião

Os hábitos de compra e venda de veículos usados sofreram nos últimos anos, em Portugal, profundas alterações, tornando-se cada vez mais normal a troca directa de automóvel entre particulares e inclusive a transacção de propriedade com pagamento na hora. Por isso, convém estar ciente da melhor forma de garantir que nada corre mal e não se é enganado na realização do negócio, seja este efectuado com um privado ou num stand. Se está prestes a fazer algo do género fique com cinco indicações úteis para que avalie os carros usados antes de comprar e não seja alvo de um qualquer chico-esperto à procura de dinheiro fácil.

1. Dê uma pormenorizada vista de olhos geral pelo exterior do veículo, passando em seguida à vistoria de cada um dos elementos fundamentais para verificar o estado do veículo. Leve o seu tempo e não deixe nada por inspeccionar;

2. Veja se existe algum tipo de amolgadela (por mais pequena que seja), riscos ou quaisquer outras anomalias na carroçaria do automóvel, incluindo a parte de baixo, pois há casos em que os vendedores têm identificados problemas neste componente e simplesmente escolhem ignorá-los por estarem confiantes que o potencial cliente não se irá dar ao trabalho de olhar debaixo do carro;

3. Balance ligeiramente a viatura a fim de testar os amortecedores, exercendo pressão junto aos pneus, no sentido de cima para o chão, e realizando o mesmo no pára-choques. Caso não se registe a paragem do movimento após uma oscilação inicial, é bem provável que o carro necessite de ter os amortecedores inspeccionados pelo mecânico para se aferir exactamente as condições em que se encontra;

4. Verifique se há formação de bolhas na carroçaria, já que isso poderá ser um sinal de que foi pintado recentemente para esconder a eventual ferrugem. Se detectar que tal sucedeu tenha o cuidado de analisar os locais mais frequentemente afectados pela ferrugem, ou seja, debaixo das portas, pára-lamas, fundo da carroçaria, extremidades das borrachas e da chapa, junto à zona dos pneus e na área da mala;

5. Confirme se o sistema de fecho se encontra operacional e se o alarme (na eventualidade de o veículo o possuir) funciona como deve, bem como se o manípulo das mudanças e os travões (de pé e de mão) não têm problemas mecânicos, ou de outra natureza, que impeçam o seu correcto funcionamento. Repare ainda se as estrias dos pneus estão fora da legalidade ou se há porventura cortes que representem um risco para a segurança da condução do automóvel, seus ocupantes e demais utilizadores da via.

Sérgio Gonçalves
Latest posts by Sérgio Gonçalves (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.